quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Bruxa Onilda visita Elisa

(A Bruxa Onilda contando  sobre a festa  que foi convidada )
( Dançando com um lindo Alquimista)

(Retrato da bruxa malvada)


(Contando uma história)

(Corrida de vassouras - Hora da trapaça)


(Bruxa Onilda foi Eleita MISS AI QUE HORROR)


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

PROJETO PARA ANOS INICIAIS

Tema: Magia

Título: Alquimistas do futuro

Período de duração: 10 dias

Justificativa:

Este tema surgiu pelo rico conteúdo que abrange e pela necessidade de desenvolver nas crianças, através da contação de história, a fantasia, a criatividade e a aquisição de novos conceitos, abrindo-lhes as portas para um “mundo novo”, onde tudo aquilo que elas veem resulta de várias transformações. Um mundo mágico, novo, diferente, que lhes fascinará a cada nova descoberta.

Assim como as histórias, a magia deve estar presente em sala de aula; não só em relação a esta proposta, mas, também, em pequenos detalhes do dia-a-dia, em que  a professora assume o papel de fada e resolve conquistar seus alunos, irradiando alegria, felicidade e muita magia.

A proposta de se trabalhar magia, em sala de aula, nada mais é de que incentivar e estimular a curiosidade, a concentração, o raciocínio lógico, a imaginação e muitas habilidades e competências que são necessárias para o desenvolvimento da criança, assim de forma lúdica relacionando os fenômenos, as reações, e as transformações químicas presentes no nosso dia-a-dia. 

Marcot Adler define magia da seguinte maneira, 
“Magia é uma palavra conveniente para toda uma coleção de técnicas, todas as quais envolvem o uso da mente. Neste caso, veremos que todas estas técnicas envolvem a mobilização da confiança, vontade e emoção, direcionadas a partir do reconhecimento da necessidade, do uso das faculdades da imaginação, principalmente através da habilidade de visualizar, a fim de entender como outros seres funcionam na natureza para que possamos usar este conhecimento de forma a atingir os fins necessitados”.
Este projeto é a realização de um sonho, em que eu possa ser e fazer tudo aquilo que imaginei desde o início do ano, transformando a sala de aula num lugar mágico, capaz de encantar meus alunos, abrindo-lhes as portas para um fantástico mundo que lhes espera, repleto de encantos e magias.

Objetivo Geral:

Oportunizar às crianças  fazerem descobertas através de histórias, pesquisas, experiências e vivências; abrindo-lhes as portas para um mundo novo pelo qual elas ficarão encantadas, resgatando os sentimentos que são valorizados nas histórias, como amizade, sabedoria, bondade e coragem.

Habilidades:
  • Adequar
  • Adivinhar
  • Adotar
  • Ampliar
  • Analisar
  • Associar
  • Comparar
  • Compreender
  • Construir
  • Cooperar
  • Demonstrar
  • Desenvolver
  • Dialogar
  • Elaborar
  • Explorar
  • Expressar
  • Identificar
  • Interagir
  • Interpretar
  • Localizar
  • Localizar-se
  • Mover-se
  • Observar
  • Oportunizar
  • Orientar-se
  • Ouvir
  • Participar
  • Pesquisar
  • Posicionar-se
  • Praticar
  • Produzir
  • Promover
  • Provocar
  • Qualificar
  • Realizar
  • Reconhecer
  • Recrear-se
  • Relacionar
  • Respeitar
  • Saber
  • Situar-se
  • Trabalhar
  • Utilizar
  • Valorizar
  • Vivenciar
Atividade Desencadeadora: hora do conto com “Bruxa Onilda vai à festa”, de E. Laurrela

Atividades previstas:

Português

- Hora do conto: “Contra feitiço, feitiço e meio”, de Eloí Elisabet Bocheco
- Conversação
- Questionamentos orais
- Questionamentos escritos
- Compreensão e interpretação
- Leitura oral e silenciosa
- Confecção de convite
- Construção de painéis
- Produção textual
- Adivinhas
- Dicionário subjetivo
- Morcego correio
- Convenção das bruxas
- Livro de magias
- Carta enigmática

Matemática

- Histórias matemáticas
- Leitura e escrita dos numerais
- Onilda foi ao bingo
- Transformando os números
- Jogo das latas
- Peixinhos mágicos
- Jogo da memória rápida
- Stop

Estudos Sociais

- Visita ao campo de bocha
- Pesquisa: Tipos de solo
- Plantas da minha escola
- Formação da chuva
- Confecção de cartazes: Plantas da minha escola
- Dramatização: Como surge o dia e a noite
- Formação da chuva

Ciências

- Caçando com os olhos
- Dramatização: como surge o dia e a noite
- Formação da chuva
- Pesquisa: Tipos de solo
- Plantas da minha escola
- Formação da chuva
- Confecção da cartazes: Plantas da minha escola
- Experiências: descobrindo as fórmulas mágicas (desenho invisível)
- Papel seco embaixo da água
- A água que não cai do copo
- Investigando a cor das plantas

Educação artística

- Apagando sem borracha
- Tintas vegetais
- Técnica do bombril
- Mágica das cores
- Técnica do desbotado
- Confecção de convite
- Construção com sucata
- Dramatização

Ensino Religioso

- Caixa da criação
- Momento de agradecimento
- Descobrindo as fórmulas mágicas
- Convenção das bruxas
- Baú das recordações
- Dinâmicas: Jogo do abraço
- Jogo dos sentimentos

Educação física

- Telefone sem fio
- Confecção da aranha
- Alongamento
- Aquecimento
- Cabo de teias
- Suspiro de aranha
- Combinando os números
- Contra feitiço, feitiço e meio
- Corrida das bruxinhas
- A dança da vassoura
- Passando a varinha
- Corrida da tabuada
- Circuito da magia
- Campeonato de bocha
- O bicho que escolhi
- Jogo do abraço
- Volta à calma

Atividade de Culminância

Será realizada uma mini gincana e uma exposição dos trabalhos; onde os alunos farão demonstrações das técnicas e experiências realizadas em aula. Serão convidadas as outras turmas para apreciar a exposição. Haverá entrega de lembrancinhas.

Avaliação

Acontecerá durante a execução do projeto. Através da observação e do acompanhamento das atividades, fazendo-se as alterações sempre que necessário.

Observação:

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Entrevista Coutinho


No dia 18/04, o professor de Educação Física, Otávio Coutinho da Silva, do Instituto Estadual de Educação Elisa Ferrari Valls, foi entrevistado pelo Cultura Jovem.

Para ele, esporte significa entusiasmo, alegria, movimento, interação. Jamais pensou em desistir de sua profissão, pois o que o motiva à dar aulas é o entusiasmo e a vontade dos alunos.

De quando era estudante, as melhores lembranças são o esporte, os passeios e a interação que havia entre as pessoas.

O que o deixa chateado é ver alguns jovens,  hoje em dia, sem força de vontade, talvez até pela falta de perspectiva, ele não enxerga o jovem cabisbaixo, sem entusiasmo pela vida.

Identifica-se com a disciplina, sempre se envolveu com o esporte, sempre gostou de praticar esporte, já foi árbitro de basquetebol, e já “apitou” campeonatos, e por isso escolheu essa profissão quando teve oportunidade.

Para ele, o importante é participar, fazer amigos. É bom vencer, mas não o mais importante. Considera-se um vencedor na profissão, na família e com os amigos que tem.

Para ser um vencedor na vida, é necessário trabalhar e ter muita dedicação e jamais desistir do objetivo que quer alcançar.

12/12/12 e a Entrega dos Diários


Hoje lá no colégio foi a entrega dos diários de classe do pré-estágio.
Eu achei que não iria sair muito bem, por tudo o que eu passei; mas Graças a Deus eu consegui me superar e consegui um baita notaço desses!!!!
Bó imagina, 9,5 não é pra qualquer um!!!!
To muito feliz!
Sensação de dever cumprido:)
Não ´´e pra me achar mas eu merecia mesmo uma boa nota, pois eu me gastei nesse pré- estágio.
Eu fiz lá no Moacyr Ramos Martins, em um terceiro ano do turno da tarde.
A turminha é pra lá de agitada, teve dia em que eu queria sair correndo, teve dia que eu adorei.
Nunca na vida eu ganhei tanta cartinha de amor kkkkkkkkkkkk'
Foi uma boa experiência :);)
E eu to de parabéns :)
Eu mereci essa nota
Obrigadaaaaaaaa Orientadora querida , eu adorei ser orientada por ti
 Valeu muuuuuuuuuuuuito apena passar noites em claro para planejar e planejar e colocar em prática tudo

domingo, 9 de dezembro de 2012

Do Livro ao filme, do filme à realidade



( créditos da foto Fernanda Bagesteiro)
"Uma professora muito maluquinha", título de um livro de Ziraldo que rendeu muitos elogios e que virou filme; tendo Paola Oliveira como principal personagem da história, isto é, a tão amada professora "Cati", como assim era chamada por seus alunos. 

Seu amor e dedicação pelas crianças eram tão grandes, que seus alunos não queriam deixar suas aulas. Nelas, eles viajavam por lugares ainda desconhecidos, porém sem sair do lugar, brincavam, riam, imaginam, se divertiam e, principalmente, tinham o prazer de estar ali e amavam aquela professora acima de tudo; professora esta que eles diziam ser a melhor do mundo. 

Eu, felizmente, tive a oportunidade de ler o livro e olhar o filme; foi a partir daí que tirei minhas conclusões a respeito e que hoje estou escrevendo este texto. 

Nós, alunas do Curso Normal, estavámos realizando uma prática de ensino com as crianças do Curso de Aplicação aqui de nossa escola; cada semana observamos uma turma diferente e interagíamos com os alunos sendo as professoras auxíliares. 

Em uma dessas semanas, tive a oportunidade de conviver com a turminha do 1º ano. Foi maravilhosa a interação e melhor ainda foi o carinho que recebi deles. 

Na semana em que estive nessa turma, lembrava quase que diariamente do filme e do livro de Ziraldo; pois naquele momento encontrei aquela que seria a nova professora maluquinha! 

Seu nome, Mariéle; tia, "profe", e um pouco mãe. 

Não há como não se encantar com seu jeitinho todo especial de dar aulas, de cuidar de seus aluninhos. 

Ela é uma pouco fada, sabe como encantar a todos. Sua magia contagia. Seu jeito de ser cativa a todos; principalmente a seus alunos. 

Ela entrou na escola este ano, porém, sua fama já se espalhou por todo o colégio. 

Nós temos o maior orgulho de ter ela em nossa escola! Ela sabe fazer a diferença, inventa coisas que até Deus duvida, é um pouco maluquinha sim! 

Tenho certeza que ela faz a diferença não só em sala de aula, mas também na vida de seus aluninhos. 

É uma pessoa iluminada, que nunca deve mudar seu jeitinho maluquinho de ser! É maravilhoso entrar na aula dela, você parece estar no paraíso. 

A tia Mariéle é um exemplo que tod@s nós alunos do Curso Normal devemos seguir! 

Enfim, achamos a nossa professora maluquinha! E se me perguntarem seu nome, direi: é a "tia Mariéle, ou melhor, é a "tia Mari!"

Jornalistas por um dia





Eu e a èrika participamos da ciranda do bairros e viramos reporteres por um dia. Este evento foi realizado na nossa escola no dia em que estavam sendo realizadas a segunda etapa da famosa gincana do Elisa. Todos querem ou sonham um dia participar dessa tão concorrida gincana. O pessoal se mobiliza legal e fazem um belo espetáculo. Nós como integrante do jornal de nossa escola o http://elisaculturajovem.blogspot.com.br fomos escolhidas pelo pessoal do jornal Diário da Fronteira ( aqui de nossa cidade) que estava presente na ciranda dos bairros, para sermos reporteres aprendizes; sendo instruuídas pelo jornalista Sezar Fantti e sua equipe
Muuuuuuuuuito chique isso!!!!

É prata

 

O time masculino de vôlei de nossa escola - composto por Wiliam Azevedo, Yan de Brum, Ricardo Carvalho, Bruno Rezes, Frederico Flores, Artur Abreu, Matheus Senna, Luiz Valdeir, Matheus Garcia, Bruno Bittencourt,Gustavo Siqueira, Marcelo Ocampo e Paulo Renan - e o time feminino - composto por Caroline Pereira, Bibiana Melo, Jade Mariah, Alessandra Aimon, Adrelize Vargas, Mariangélica Xavier, Roberta Senna, Leane Martins, Bruna Machado, Daniele Davila e Mariele -  treinados pelo professor Pedro Copello Neto, partiram às 4h da manhã do dia 14, da frente da 10ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), em um ônibus, com destino à Santiago, para disputarem a regional dos JERGRS. 

Nossos atletas fizeram, com toda a certeza um lindo papel, representando muito bem nossa escola. Eles foram lá e deram o melhor de si para que pudessem trazer um bom resultado para casa - o que aconteceu. 

Nossas meninas e nossos meninos ficaram em segundo lugar, conquistando a medalha de prata nas finais da regional.Tod@s estão de parabéns, pois o esforço de vocês foi recompensado! Agora é pensar na Estadual. 

Continuem sendo esses alunos nota 10 que todos admiram e que vocês consigam todos os objetivos em todos os aspectos na vida de vocês. 

Continuem com o esforço a dedicação e sempre, quando fizerem algo, façam por prazer, assim como tenho certeza que fazem quando entram em quadra.